fbfbfb
fb+351 253 421 246
search
Água é Património
agua-patrimonio

ÍNDICE

Abastecimento PúblicoSéculo XIX: a sensibilização para o problemaSéculo XX: período de viragemConservação, defesa e uso da ÁguaCursos de Água e Lendas
MÃE-D’ÁGUA: Centenário do Abastecimento Público de Guimarães.
Textos António Amaro das Neves, Francisco Costa, António Bento. Guimarães: Vimágua, Empresa de Água e Saneamento de Guimarães e Vizela, [2007]. 256 p.: il; 29 cm. (978-989-20-0658-1)

Fotografias: Eduardo Brito / Paulo Pacheco

Século XIX: a sensibilização para o problema

“Em meados do século XIX as preocupações com quantidade e qualidade de água disponível para a população adquiriram maior premência. A água de muitos poços da zona urbana estava esgotada ou era imprópria para consumo, o sistema que a conduzia estava sujo, degradado e mostrava-se obsoleto para satisfazer as necessidades de uma população que não parava de crescer. Em 1898, a Câmara de Guimarães solicitou ao geólogo Paul Choffat, um estudo sobre a exploração de novas nascentes. O relatório apresentado alertava para a inquinação do terreno e apontava para a necessidade de se instalar um novo sistema de condução e distribuição de água, bem como, para a indispensabilidade de se fazer um estudo à sua qualidade. Este exame foi encomendado a Charles Lepierre, tendo concluído que as águas nas minas da Penha, na sua origem, possuíam boa qualidade mas, a falta de estanquidade do sistema de distribuição e a não utilização da desinfeção tornava-as imprópria para consumo”.



Excerto da ata da sessão ordinária da Câmara Municipal de Guimarães

  • doc.2-1-1 doc.2-1-2
  • Título: [Excerto da ata da sessão ordinária da Câmara Municipal de Guimarães]
    Âmbito e Conteúdo: a Câmara solicita ao geólogo Paul Choffat um estudo sobre a exploração de novas nascentes.
    Data: 20 de julho, 1898 / Dimensão: 2 f.(360x220 mm)
    Cota: AMAP-10-10-6-17 (Pág.: 58-58v)
    archeevo.amap.pt/details?id=50433



Excerto da ata da sessão ordinária da Câmara Municipal de Guimarães

doc.2-2-1Título: [Excerto da ata da sessão ordinária da Câmara Municipal de Guimarães]
Âmbito e Conteúdo: A Câmara resolve proceder à organização do projecto, orçamento e mais estudos precisos para a exploração e canalização de águas.
Data: 7 de junho, 1899 / Dimensão: 1 f.(360x220 mm)
Cota: AMAP-10-10-6-18 (Pág.: 1v)
archeevo.amap.pt/details?id=50435



Excerto da ata da sessão ordinária da Câmara Municipal de Guimarães

doc.2-3-1Título: [Excerto da ata da sessão ordinária da Câmara Municipal de Guimarães]
Âmbito e Conteúdo: a Câmara encarregou o professor de química da Escola Brotero, de Coimbra, Charles Lepierre de proceder à análise química e bacteriológica de todas as nascentes que abastecem as fontes públicas da cidade.
Data: 13 de setembro, 1899 / Dimensão: 1 f.(360x220 mm)
Cota: AMAP-10-10-6-18 (Pág.: 28v)
archeevo.amap.pt/details?id=50435



Estudo Chimico e bacteriológico das Águas de Guimarães

doc.2-4-1Título: [Estudo Chimico e bacteriológico das Águas de Guimarães]
Âmbito e Conteúdo: Relatório do estudo à qualidade das águas de Guimarães.
Data: 1900 / Dimensão: 40 p.(250x170 mm)
Cota: AMAP-MF-18.15
archeevo.amap.pt/details?id=291789